A dor, o coração, o amor e a ilusão

A dor do amor
Faz um coração partido
Quando há ilusão
Deixa qualquer um abatido
Amor é redenção
Atenção
Altruísmo do eu
Vida ao sentimento

Quando há falta de verdade
Há mentira
Nem todos sabem
Que a força das pessoas
Está no dom da palavra
Na cordialidade

Ser verdadeiro
É ser forte
Forte é aquele que sabe falar
Argumentar
E ser verdadeiro sempre
Envolve cumplicidade
Desacredita do amor
Sente dor
Não lembra o sabor
Do amor
Nem todo mundo é  feliz

Há pessoas que mentem
Há outros enxergam por uma lente
Quem não é verdadeiro
Quem não é companheiro
E aí descobre-se que por medo
Alguns fazem maldade
Sem piedade

Covarde é aquele que mente
Aquele que finge que entende
Diz que compreende
Mas não escuta
Não entende os desejos alheios
Não responde aos anseios
Nunca responde uma pergunta
Apenas mente
Anda na superficialidade
Sem qualquer profundidade

Forte nem sempre
E quem tem força aparente
Covarde é aquele
Que por fora
E sempre sorri
É sempre simpático
Mas não agüenta
A verdade do sentimento
E nunca expõe o seu pensamento

Nem sempre é perfeito
Tudo tem um defeito
Que se encontra na camada mais profunda
E ás vezes não sabe
Por que não tem conhecimento
Tem sempre uma queixa escondida

Uma dor
Um rancor
Uma ferida
Uma cicatriz
Uma desilusão
Um trauma
Uma decepção
Uma tristeza
Um segredo
Um desejo

3 comentários sobre “A dor, o coração, o amor e a ilusão

Comente aqui. Comentários considerados de natureza agressiva não serão aceitos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s